SEO

SEO: Como melhorar o seu posicionamento no Google?

SEO

Figurar entre as primeiras colocações do Google é o desejo da maioria das empresas. A estratégia responsável por fazer isso é o SEO, Search Engine Optimization, que é um conjunto de técnicas que visa melhorar o posicionamento de sites nos buscadores.

O consumidor mudou o seu comportamento na hora de comprar e utiliza os motores de busca para pesquisar antes de adquirir qualquer produto ou serviço.

De acordo com a Hubspot, cerca de 60% dos clicks orgânicos são direcionados aos três primeiros resultados da página. Isso significa que a sua plataforma deve estar preparada para os mecanismos de pesquisa se você quiser ser encontrado pelo cliente.

Porém, o maior problema enfrentado por grande parte das companhias, além da falta de otimização dos portais, é a frequente mudança dos algoritmos do Google. Essas diretrizes definem quais serão as páginas que estarão nas primeiras posições, dependendo da palavra-chave que o usuário digitar.

São centenas de variáveis que influenciam no rankeamento dos websites, que basicamente podem ser divididas em 3 categorias:

  • Experiência do usuário: Alguns sinais sociais, como o tempo de permanência e o índice de rejeição, entregam a qualidade de uma plataforma. O feedback do usuário e forma como ele navega são fatores de grande relevância para o maior portal de pesquisas do mundo.
  • Fatores on-page: Os elementos on-page correspondem ao conteúdo do seu site, como título, Heading Tags (H2 e H3), palavras-chaves e variações, imagens, meta descrição, entre outros fatores.
  • Link Buiding (off-page): Itens Off-page ou link Building são todos os links externos (outros portais) que apontam para a sua página. Essas ligações influenciam no PageRank.

A seguir, veja algumas orientações básicas de como melhorar o posicionamento nos motores de busca!

SEO: Dicas para colocar um site na primeira página do Google

 seo_02

1 – Palavras-chave

Definir palavras-chave estratégicas é o primeiro passo para melhorar a sua posição no Google. Elas devem ser escolhidas com base na sua área de atuação e principais temas abordados dentro de um artigo.

Os termos servem para os buscadores identificarem o assunto de um determinado conteúdo e, por isso, são fundamentais para posicionar a sua plataforma de acordo com o seu nicho de mercado.

Realize uma pesquisa e descubra quais são as expressões mais utilizadas pelo seu público-alvo, inclusive as de cauda-longa, para encontrar produtos e serviços relacionados ao seu segmento. O Google Keyword Planner e o Google Trends são excelentes ferramentas de apoio para encontrar as melhores sentenças referentes ao seu negócio.

2 – Conteúdo

Já dizia Bill Gates, “O conteúdo é rei”! E ele estava corretíssimo. Porém, para ser realmente coroado com as primeiras posições nas buscas é essencial investir em um material original, atrativo, trabalhado em torno da palavra-chave e distribuído de forma correta para atrair o maior número possível de leitores.

Portanto, a sua função vai além de desenvolver um texto interessante. Você precisa simplificar a vida dos marcadores do Google, denominados spiders, formatando todos os elementos do seu artigo, como, por exemplo, utilizar a palavra-chave em títulos, meta descrição, H2 e H3, além de destacá-las no corpo texto.

3 – Dispositivos móveis

No ano passado o Google ganhou uma importante atualização intitulada Mobilegeddon (mobile+ armageddon). O upgrade dá preferência para as plataformas responsivas quando as pesquisas são realizadas de celulares, tablets e afins.

Levando em consideração que 40% das compras acontecem após uma busca via smartphone, é nítida a importância de adequar o seu portal para os dispositivos móveis.

Veja  por que otimizar o seu site para os dispositivos móveis?

SEO

4 – Imagens

Por mais inteligentes que sejam os mecanismos de pesquisa, eles ainda não são capazes de interpretar uma imagem. Por isso, é fundamental que você as identifique.

Como? Incluindo textos alternativos nas imagens. Ao incluir uma foto, configure-a e insira a sua palavra-chave.

5 – Links internos

As ligações internas são responsáveis por guiar os visitantes de um site e ajudá-los a encontrar as informações que precisam. Para construir links internos, basta relacionar uma palavra-chave ou expressão com uma página interna (do seu próprio portal ou blog).

Ao publicar um artigo no seu blog, por exemplo, é importante colocar links, que levem o usuário para outras partes da sua plataforma. Pode ser a área de contato, outros posts de blog ou um e-book.

Quer saber mais sobre estratégias de SEO? Assine a nossa newsletter e receba todas as nossas novidades!

button-13

 

 

 

 



Share article on

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *